TikTok será banido nos EUA e milhões de contas serão afetadas
TikTok será banido nos EUA e milhões de contas serão afetadas

TikTok rastreia informações de localização e os metadados dos usuários e suscita preocupações sobre privacidade e censura. TikTok será banido nos EUA e milhões de contas serão afetadas, a bordo do Air Force One na noite de sexta-feira, Trump teria dito:

“No que diz respeito ao TikTok, estamos proibindo-os dos Estados Unidos”.

Ele descreveu a ação como necessária e disse que uma ordem executiva que imponha a proibição poderia ser assinada tão cedo quanto hoje. “Eu tenho essa autoridade”, disse ele.

Publicidade

O TikTok afirmou repetidamente que é independente, não está sujeito a solicitações de dados do governo chinês ou está sob influência chinesa, mas na quarta-feira um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, sugeriu que a China vê o TikTok como uma empresa chinesa.

Milhões de contas serão afetadas

Um porta-voz do TikTok disse que seus maiores investidores vêm dos EUA e a plataforma é um criador de empregos comprometido com a privacidade e a segurança de seus 100 milhões de usuários americanos.

“Contratamos quase 1.000 pessoas para nossa equipe nos EUA apenas este ano e estamos orgulhosos de contratar outros 10.000 funcionários para grandes empregos remunerados em todo o país”, disse o porta-voz. “Nosso fundo de criadores avaliado em US$ 1 bilhão apoia criadores norte-americanos que estão construindo meios de subsistência a partir de nossa plataforma. Os dados de usuários do TikTok US são armazenados nos EUA, com controles rigorosos sobre o acesso dos funcionários”.

Há rumores de que a Microsoft está em negociações para adquirir o aplicativo da ByteDance. Embora a ByteDance esteja conversando com várias empresas para uma possível venda, a Microsoft parece ser a principal candidata.

Trump disse que não apoia um acordo entre a ByteDance e a Microsoft. A ByteDance está tentando manter uma pequena participação no TikTok em qualquer negócio. A Microsoft e a TikTok se recusaram a comentar a NBC News sobre as negociações.

No início deste mês, Larry Kudlow, principal consultor econômico de Trump, disse ter sido informado de que o eventual comprador da TikTok:

“será uma empresa cem por cento americana”. A União Americana das Liberdades Civis disse que o plano de Trump de proibir o aplicativo era “um perigo para a liberdade de expressão”.