Uma piadinha feita por um passageiro de um avião atrasou um voo local por mais de duas horas. Essa façanha foi feita por um australiano aparentemente. O engraçadinho resolveu aproveitar da conexão WIFI disponibilizada pela companhia aérea para simular uma pequena ameaça terrorista.

Publicidade

Já ocorreram casos semelhantes, no qual alguém enviou um e-mail dizendo que explodiria algum lugar – de brincadeirinha –, o piadista da vez apavorou o voo QF481, da Qantas, apenas colocando uma ´ameaça` de bomba habilitando o modo hostpot em um equipamento eletrônico.

Deste modo, toda a confusão se iniciou quando um dos passageiros do voo reparou que uma tal “Mobile Detonation Device” em tradução livre “dispositivo de Detonação Móvel” estava dentro da lista de conexões WIFI ativas antes da decolagem. Segundo o site The West Australian, o passageiro alertou um membro da tripulação, que alertou o piloto da aeronave.

Temendo que o caso fosse mais do que uma brincadeira, e para evitar pânico o comandante explicou a tripulação sobre o suposto item e que ele precisava ser encontrado antes da liberação do voo ou que o engraçadinho assumisse a inusitada piada. Como ninguém assumiu toda a história, foi especulado que o hotspot estaria no terminal de embarque, devido a abrangência da rede WIFI, o voo eventualmente foi autorizar a seguir viagem mas não sem deixar de atrasar.

Como uma parte dos passageiros não se sentiram confortáveis em voar em um avião com um possível dispositivo nada amigável a bordo, foi preciso colocá-los em outro voo, procurar suas bagagens e colocas no outro avião; com esse processo todo o voo foi chegar mais de duas hora após o esperado.

Mesmo que isso possa parecer engraçado para alguns, a brincadeira pode acabar atrapalhando a popularização da oferta de conexões WIFI gratuitas em voo, um recurso que vem ganhando forças assim dando mais opções de entretenimento aos usuários durante as viagens.

Wifi com nome “explosivo” faz voo atrasar por mais de duas horas

Fonte: Tecmundo