Irã é a última nação a proibir uso do Telegram
Irã é a última nação a proibir uso do Telegram

Irã é a última nação a proibir uso do Telegram. O governo iraniano baniu o aplicativo de mensagens criptografadas Telegram e lançou seu próprio substituto, de acordo com um relatório da Al Jazeera. O governo está encorajando os usuários a adotar o aplicativo de mensagens Soroush, que deve ter os mesmos recursos de privacidade do Telegram.

Estima-se que o Telegram tenha 40 milhões de usuários no Irã e foi declaradamente usado “extensivamente” durante os protestos de 2017 na região. Foi supostamente banido na época, junto com o Instagram, em um movimento motivado por “problemas de segurança nacional” associados à sua criptografia.

Publicidade

O Telegram cresceu em popularidade nos últimos anos, em linha com as crescentes preocupações com a privacidade. O aplicativo tem um recurso criptografado de “chats secretos” end-to-end que permite aos usuários se comunicarem com mensagens que só podem ser lidas pelo remetente e destinatário, e não podem ser decifradas por ninguém. Isto está disponível em adição a outras funções focadas na privacidade do usuário, como mensagens “autodestrutivas”.

O aplicativo Soroush aprovado pelo governo foi lançado na quinta-feira passada e parece incluir recursos típicos associados a aplicativos de mensagens, incluindo pacotes de adesivos para download. Um deles, de acordo com a Al Jazeera , inclui um personagem segurando uma placa que diz “Morte à América”, enquanto outro exibe críticas a Israel.

O link do aplicativo para o governo aparentemente “levantou preocupações” entre os iranianos de que suas comunicações poderiam ser monitoradas. O Telegram foi banido recentemente na Rússia e o governo tentou removê- lo do Google Play . O movimento provocou protestos na capital Moscou.

Telegram
Telegram
Developer: Telegram FZ-LLC
Price: Free

Via Android Authority