OVH: falha em UPS pode ter causado o incêndio
OVH: falha em UPS pode ter causado o incêndio
Publicidade

O provedor francês de nuvem OVH sugeriu que um no-break poderia ser a causa do incêndio que destruiu um de seus centros de dados e deixou outros três offline. Um UPS é um equipamento elétrico que fornece energia de emergência quando a fonte de energia principal de entrada falha.

OVH: falha em UPS pode ter causado o incêndio

O fundador e presidente da empresa, Octave Klaba, postou um vídeo pedindo desculpas e, por volta das 5:50, disse que as imagens da câmera térmica do corpo de bombeiros sugeriam que duas fontes de alimentação ininterrupta seriam a causa do incêndio no SBG2. Klaba acrescentou que um dos UPSes foi ajustado por seu fornecedor na manhã antes do incêndio.

“Um fornecedor veio e substituiu várias peças”.

O dispositivo foi colocado de volta em serviço e parece ter funcionado normalmente.

OHV tem 300 câmeras dentro de seus centros de dados de Estrasburgo, e Klaba disse que as imagens já estão sendo recuperadas na esperança de que a causa do incêndio possa ser determinada.

Publicidade

Se a causa do incêndio foi um no-break, pode ser um pouco exculpatório para a OVH porque, embora os data centers estejam equipados com sistemas de supressão de incêndio, o tipo de incêndio causado por um incêndio de bateria descontrolada pode ser muito difícil de reprimir.

Uma UPS consertada um dia antes do incêndio é suspeita de ser a causadora do incêndio no Data Center.

E, claro, se o dispositivo não tiver uma manutenção adequada, a culpa da OVH pode diminuir ainda mais. No entanto, Klaba disse que o SBG2 foi comissionado em 2011, sendo construído de acordo com os padrões da época e que agora a OVH constrói instalações mais resilientes.

Seja qual for a causa do incêndio, a OVH ofereceu mais informações sobre seus planos de restauração em um comunicado da tarde de quinta-feira e uma atualização da página de status da OVH um pouco menos formatada, que diz que o data center SBG2 em Estrasburgo “precisará ser quase totalmente reconstruído”.

SBG1 foi “fortemente danificado” e os servidores nos racks 61Bxx, 61Cxx, 62Bxx e 62Cxx foram “severamente afetados”. Nos próximos dias, cada uma das restantes oito salas do SBG1 serão ativadas e testadas na esperança de restaurar todos os serviços.

As atualizações de status também dizem que as primeiras avaliações de SBG3 e SBG4 sugerem que ambos estão ilesos, com o primeiro sendo intocado pelo incêndio. A OVH diz que espera restaurar a energia para ambos até o dia 22 de março, e “depois reativar gradualmente todos os serviços”.

Publicidade
VIAThe Register
Formado em Sistemas de Informação, trabalha com TI desde 2001 com gerenciamento de redes e servidores para empresas além de cursos na área de tecnologia.